Conheça os principais erros cometidos ao contratar um plano de saúde empresarial.

Quando chega a hora de contratar um plano de saúde empresarial muitas dúvidas começam a surgir e, com a falta de tempo dos gestores durante o dia a dia, muitas vezes, pode acontecer de ele escolher um plano, apenas considerando o valor do contrato e esquecendo-se de verificar outras informações muito importantes, principalmente para o momento em que ele precisará passar isso adiante, como em uma contratação, por exemplo.

Antes de fechar negócio é preciso pensar em quais benefícios esse serviço oferecerá aos seus colaboradores, se ele poderá ser utilizado dentro de sua área de atuação e muitos outros pontos importantíssimos.

 

Por isso, hoje vamos mostrar os 4 principais erros que são cometidos ao contratar um plano de saúde empresarial, sem a ajuda de uma corretora especializada.


1. Não ler o contrato

Essa é uma regra que vale para qualquer contratação de serviço. Ler o contrato é essencial para você compreenda tudo que está incluso no pacote, junto com as suas obrigações e direitos, em conjunto com a empresa operadora escolhida do plano de saúde.

Também é importante lembrar que, como estamos falando de um plano empresarial, o contrato não será repassado para os seus funcionários, será necessário apenas um termo de concordância da própria empresa, por isso, você precisa saber o que consta no documento, para ser repassado de forma correta e sucinta aos colaboradores mais tarde.


2. Não conferir a área de abrangência do contrato.

Existem operadoras que trabalham com planos que oferecem atendimento apenas para algumas regiões específicas do país, outros tem abrangência municipal, estadual ou nacional. Na hora da contratação do plano, é necessário verificar se ele irá cumprir com a demanda da sua empresa ou de seus funcionários, para ter certeza de que eles poderão realizar consultas dentro de suas localidades.


3. Não se atentar ao prazo de carência.

Na maioria das contratações, o plano de saúde possui um período de carência, que é um tempo estipulado pela operadora em que o titular não poderá utilizar alguns serviços. Na maioria dos casos, esses procedimentos são selecionados para cirurgias e outros procedimentos eletivos, não se enquadrando às situações de emergência, mas outros podem ter um período de carência completa, em que não se poderá utilizar nenhum serviço por aquele tempo combinado.

 

Por isso, sempre preste muita atenção nas carências do seu plano!

 

4. Não pesquisar sobre a operadora antes da contratação.

A operadora tem como principal objetivo simplificar o contato dos procedimentos médicos, consultas e exames, com o contratante do plano de saúde. Por isso, você deve fazer uma pesquisa para conhecer a confiabilidade dessa empresa, para ter certeza de que está fazendo um bom negócio e de que não terá dores de cabeça no futuro.

 

Agora que você já sabe quais são os principais erros, nós temos uma boa notícia: Tudo isso pode ser evitado quando você possui uma corretora especializada ao seu lado!

 

Sendo um parceiro da Vila Chã, você deixa todos esses processos burocráticos com a gente e se atenta apenas ao que realmente importa, de uma forma simplificada e muito mais prática.



Continue acompanhando nossos conteúdos para mais dicas e entre em contato para saber mais!
📞 (11) 4348-3856
📍 R. Jurubatuba, 1350, conjunto 315 – Centro, São Bernardo do Campo/SP

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *